terça-feira, 27 de julho de 2010

CUIDADO COM OS PRODUTOS EM LATA



CUIDADO COM OS PRODUTOS EM LATA

Um dia uma mulher comprou umas latas de gasosa “X, meteu-as dentro do frigorífico e mais tarde bebeu uma delas.

No dia seguinte foi de emergência para o hospital, ingressou directamente nos Cuidados Intensivos, mas faleceu nesse mesmo dia.

A autópsia revelou que ela morreu de Leptospirosis.

Averiguando a causa da sua morte comprovaram que ela bebeu a gasosa da lata sem usar um copo e a lata estava infectada por urina seca de ratazana. Contraiu uma grave enfermidade: a Leptospirosis.

A urina de rato contém substâncias mortais e tóxicas, não conhecidas por muitíssimas pessoas

É RECOMENDÁVEL LAVAR BEM A PARTE SUPERIOR DAS LATAS, ANTES DE AS ABRIR E CONSUMIR

Acontece que as latas são sempre armazenadas em depósitos e expostas a estes roedores, e são transportadas sem protecção adequada .

Um estudo recente mostra que as partes superiores das latas estão…

MAIS CONTAMINADAS QUE UMA CASA DE BANHO PÚBLICA…

cheias de bactérias e germens.




SEMPRE QUE ADQUIRA ALGUM PRODUTO EM LATA, COMO LEITE, REFRIGERANTRES, GASOSA, CERVEJA, ATUM, CONSERVAS, ETC.

LAVE A PARTE SUPERIOR DA LATA ANTES DE A ABRIR .

MAIS VALE PREVENIR QUE LAMENTAR !!

A

LEPTOSPIROSIS

É uma infecção bacteriana rara, grave e contagiosa, causada por várias espécies do género Leptospira, um microrganismo em forma de espiral (espiroqueta).

A leptospirosis é uma enfermidade causada por exposição a esta bactéria que se pode encontrar nos climas mais quentes, ou na água doce que foi contaminada por urina dos animais.

Período de incubação de 2 a 26 dias (período médio 10 dias). Início súbito de febre, prostração, mialgia e dor de cabeça em 75 a 100% dos pacientes, tosse seca (25 a 35% dos casos), náuseas, vómitos e diarreia (50% dos casos).

Outros sintomas menos comuns incluem dores nas articulações, nos ossos, na garganta e no abdómen, conjuntivite.

Entre 7 a 40% dos pacientes podem apresentar sensibilidade muscular e inchaço do fígado, do baço ou dos gânglios linfáticos, dor de garganta, rigidez muscular, sons anormais dos pulmões ou erupção cutânea.

Podem-se administrar penicilinas, tetraciclinas, cloranfenicol e eritromicina para tratar esta enfermidade. Nos casos complicados é necessário recorrer a cuidados continuados.

O prognóstico é geralmente bom, pois só os casos complicados que não se tratam a tempo ocasionam a morte.

Partilhando esta informação por e-mail, podemos fazer com que outras pessoas fiquem a conhecer

este perigo.

Sejamos solidários

* LEMBRE-SE:



* LAVE SEMPRE BEM AS LATAS, ANTES DE AS ABRIR E DE CONSUMIR OS PRODUTOS QUE CONTÊM.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

MUITO CUIDADO - OLHEM BEM PARA ESTE APARELHO

Reparem neste Aparelhito Vejam-no muito bem
Se lhes calhar ir a um cibercafé ou usar o computador em hotéis
Vejam bem se encontram este aparelho 




Novo dispositivo ligado no final do cabo do teclado do PC.
Este dispositivo guarda todas as suas passwords
inseridas com as teclas quando utiliza o equipamento.


Pode ser usado em:
cibercafés, exposições, hoteis e aeroportos, especialmente onde se utiliza Internet para entrar em contas bancárias

Este dispositivo armazena tudo o que teclares.

Assim, examina o PC que utilizares em sítios ou lugares públicos,

e procura qualquer peça suspeita instalada por detrás do mesmo antes de utilizá-lo. SEM ALARIDOS, ANTES DE QUALQUER RECLAMAÇÃO, CHAMA DE IMEDIATO AS AUTORIDADES
pois a peça é facilmente removida


Delegacias especializadas em proteção animal



Olá!

É com orgulho que comunicamos que a meta de 50.000 assinaturas solicitando a criação de delegacias especializadas em crimes contra animais em São Paulo foi atingida em apenas 9 dias. Devemos isso a todos vocês que assinaram e divulgaram o apelo que faremos ao Governador de São Paulo.

Manteremos, mesmo com a meta atingida, a página no ar até o dia 31 de julho, conforme o plano inicial. Sabemos que quanto mais assinaturas, maiores serão as chances de termos nosso apelo atendido.

Convidamos você a continuar divulgando. Se cada pessoa que assinou conseguir somente mais uma assinatura de um amigo ou parente, passaremos de 100.000 assinaturas, o que dará muita força ao pedido.

Basta divulgar pedindo que as pessoas entrem em http://www.cao.com.br e assinem.

Novamente, obrigado a todos.

Clube dos Vira-Latas


©2010 Clube dos Vira-Latas | São Paulo SP | 04552000

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Serviço que recebe denúncias de violência contra crianças já fez 2 milhões de atendimentos

Disque 100 é um serviço gratuito do governo federal que funciona diariamente 
Da Agência Brasil

O Disque 100, telefone gratuito para o recebimento de denúncias de violência contra a criança, registrou mais de 2 milhões de atendimentos desde seu início, em 2003, até abril passado. O serviço é de responsabilidade da Secretaria Especial de Direitos Humanos. Nesta terça-feira (13), o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) completa 20 anos, mas ainda enfrenta desafios.

O Disque 100 é um serviço de teleatendimento em que o usuário faz a denúncia ao funcionário que, além de registrá-la, fornece informações sobre que tipo de providências devem ser tomadas em casos de desaparecimento de crianças e adolescentes.

A secretaria fez um levantamento e constatou que, em 2009, foi registrada uma média de 605 denúncias por dia. Neste ano, de janeiro a abril, a média foi de 454. A região Nordeste lidera o ranking de denúncias de 2003 até hoje. Foram mais de 43 mil registros. A Região Norte registrou pouco mais de 12 mil denúncias no período.

A pesquisa indicou que o sexo feminino ainda é o mais vulnerável à violência. Das 215.689 vítimas com sexo informado no registro das denúncias, 62% eram do meninas. Em casos de exploração sexual, por exemplo, as vítimas do sexo feminino chegam a 82%. Os casos de pornografia infantil, abuso sexual e tráfico de crianças e adolescentes do sexo feminino tiveram índices de 70%, 79% e 81%, respectivamente, de acordo com o levantamento.

A central de atendimento funciona diariamente das 8h às 22h, inclusive nos fins de semana e feriados. As denúncias podem ser anônimas. Outra forma de apresentar denúncias é o endereço eletrônico disquedenuncia@sedh.gov.br.

Fonte:  
http://noticias.r7.com/brasil/noticias/servico-que-recebe-denuncias-de-violencia-contra-criancas-ja-fez-2-milhoes-de-atendimentos-20100713.html?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

domingo, 11 de julho de 2010

TESE DE MESTRADO NA USP por um PSICÓLOGO

Foto da Internet



TESE DE MESTRADO NA USP por um PSICÓLOGO




'O HOMEM TORNA-SE TUDO OU NADA, CONFORME A EDUCAÇÃO QUE RECEBE'


'Fingi ser gari por 8 anos e vivi como um ser invisível'


Psicólogo varreu as ruas da USP para concluir sua tese de mestrado da 'invisibilidade pública'. Ele comprovou que, em geral, as pessoas enxergam apenas a função social do outro. Quem não está bem posicionado sob esse critério, vira mera sombra social.

Plínio Delphino, Diário de São Paulo.

O psicólogo social Fernando Braga da Costa vestiu uniforme e trabalhou oito anos como gari, varrendo ruas da Universidade de São Paulo. Ali, constatou que, ao olhar da maioria, os trabalhadores braçais são 'seres invisíveis, sem nome'. Em sua tese de mestrado, pela USP, conseguiu comprovar a existência da 'invisibilidade pública', ou seja, uma percepção humana totalmente prejudicada e condicionada à divisão social do trabalho, onde enxerga-se somente a função e não a pessoa.
Braga trabalhava apenas meio período como gari, não recebia o salário de R$ 400 como os colegas de vassoura, mas garante que teve a maior lição de sua vida:

'Descobri que um simples bom dia, que nunca recebi como gari, pode significar um sopro de vida, um sinal da própria existência', explica o pesquisador.


O psicólogo sentiu na pele o que é ser tratado como um objeto e não como um ser humano. 'Professores que me abraçavam nos corredores da USP passavam por mim, não me reconheciam por causa do uniforme. Às vezes, esbarravam no meu ombro e, sem ao menos pedir desculpas, seguiam me ignorando, como se tivessem encostado em um poste, ou em um orelhão', diz.

No primeiro dia de trabalho paramos pro café. Eles colocaram uma garrafa térmica sobre uma plataforma de concreto. Só que não tinha caneca. Havia um clima estranho no ar, eu era um sujeito vindo de outra classe, varrendo rua com eles. Os garis mal conversavam comigo, alguns se aproximavam para ensinar o serviço. Um deles foi até o latão de lixo pegou duas latinhas de refrigerante cortou as latinhas pela metade e
serviu o café ali, na latinha suja e grudenta. E como a gente estava num grupo grande, esperei que eles se servissem primeiro. Eu nunca apreciei o sabor do café. Mas, intuitivamente, senti que deveria tomá-lo, e claro, não livre de sensações ruins. Afinal, o cara tirou as latinhas de refrigerante de dentro de uma lixeira, que tem sujeira, tem formiga, tem barata, tem de tudo. No momento em que empunhei a caneca improvisada, parece que todo mundo parou para assistir à cena, como se perguntasse:
-'E aí, o jovem rico vai se sujeitar a beber nessa caneca?'

E eu bebi. Imediatamente a ansiedade parece que evaporou. Eles passaram a conversar comigo, a contar piada, brincar.

-O que você sentiu na pele, trabalhando como gari?
-Uma vez, um dos garis me convidou pra almoçar no bandejão central. Aí eu entrei no Instituto de Psicologia para pegar dinheiro, passei pelo andar térreo, subi escada, passei pelo segundo andar, passei na biblioteca, desci a escada, passei em frente ao centro acadêmico, passei em frente a lanchonete, tinha muita gente conhecida. Eu fiz todo esse trajeto e ninguém em absoluto me viu. Eu tive uma sensação muito ruim. O
meu corpo tremia como se eu não o dominasse, uma angustia, e a tampa da cabeça era como se ardesse, como se eu tivesse sido sugado. Fui almoçar, não senti o gosto da comida e voltei para o trabalho atordoado.

-E depois de oito anos trabalhando como gari? Isso mudou?
-Fui me habituando a isso, assim como eles vão se habituando também a situações pouco saudáveis. Então, quando eu via um professor se aproximando - professor meu - até parava de varrer, porque ele ia passar por mim, podia trocar uma idéia, mas o pessoal passava como se tivesse passando por um poste, uma árvore, um orelhão.

-E quando você volta para casa, para seu mundo real?
-Eu choro. É muito triste, porque, a partir do instante em que você está inserido nessa condição psicossocial, não se esquece jamais. Acredito que essa experiência me deixou curado da minha doença burguesa. Esses homens hoje são meus amigos. Conheço a família deles, freqüento a casa deles nas periferias. Mudei. Nunca deixo de cumprimentar um trabalhador. Faço questão de o trabalhador saber que eu sei que ele existe. Eles são tratados pior do que um animal doméstico, que sempre é chamado pelo nome. São tratados como se fossem uma 'COISA'.


*Ser IGNORADO é uma das piores sensações que existem na vida!

Respeito: passe adiante!
SEJAMOS MAIS HUMANOS!!!

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Portal UOL Nenhum de 15 mil textos maias profetiza fim do mundo em 2012

México, 6 jul (EFE).- Em nenhum dos 15 mil textos existentes dos antigos maias está escrito que em 2012 haverá grandes cataclismos, crença originada em escritos esotéricos da década de 1970, asseguraram nesta terça-feira fontes oficiais. O diretor do Acervo Hieróglifo e Iconográfico Maya (Ajimaya) do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH), Carlos Pallán, disse que só em dois deles há "duas inscrições" que falam em 2012, mas "só como o final do período".


O diretor do Acervo Hieróglifo e Iconográfico Maya (Ajimaya) do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH), Carlos Pallán, disse que só em dois deles há "duas inscrições" que falam em 2012, mas "só como o final do período".

Perante este fechamento do ciclo, os profetas modernos afirmam que um buraco negro no centro da galáxia, quando se alinhar com o sol, romperá o equilíbrio. Com isso, será modificado o eixo magnético da Terra e as consequências serão nefastas.

O cientista destacou em comunicado que estas versões apocalípticas foram geradas em publicações esotéricas nos anos 1970, as quais assinalavam o fim da civilização humana para 2012, data que coincide com o décimo terceiro ciclo no calendário maia, no dia 21 de dezembro.

Pallán explicou que "para os antigos maias, o tempo não era algo abstrato, era formado por ciclos e estes às vezes eram tão concretos que tinham nome e podiam ser personificados mediante retratos de seres corajosos. Por exemplo, o ciclo de 400 anos estava representado como uma ave mitológica".

Os maias "jamais mencionam que o mundo vai acabar, jamais pensaram que o tempo terminaria em nossa época, o que nos reflete à consciência que alcançaram sobre o tempo, a partir do desenvolvimento matemático e da escritura", destacou.

Acrescentou ainda que os maias se preocupavam em efetuar rituais que de algum modo garantissem que o ciclo por vir seria propício, e no caso particular de 2012 é notada uma insistência em "que ainda em data tão distante vai ser comemorado um determinado ciclo. Este foi o miolo da confusão".

O arqueólogo disse que, no entanto, de acordo com os cálculos científicos atuais, a data astronômica precisa do fim de seu ciclo seria 23, e não 21 de dezembro.

Também esclareceu que os maias legitimavam seu poder mediante os calendários e vinculavam os governantes com esses ciclos e com deuses citados em relatos ancestrais ou em mitos. 
 
*********

 

Quem leu nossa investigação já sabe disso. A ideia de catástrofes e de "fim de mundo" é uma contra propaganda para que se crie um véu de medo e não se aprofunde no contexto das mudanças planetárias e cósmicas que advirão do final de ciclo.  Se considerarmos a enorme transição de consciência que está por vir, não deixa de fazer algum sentido se falar em um "fim", porém, o fim a que os Maias aludem é o final deste mundo de ilusão, separação e dualismo que marcou o atual ciclo galáctico.


Agora, imaginemos um mundo sem dinheiro, sem individualismo, sem competição egóica? 

Para quem está apegado, isto não poderia realmente ser considerado o "fim do mundo"?



Que o "fim" seja trocado por "finalidade" e que 2012 venha e seja o mais pacífico e suave possível , o que dependerá apenas de nossa aceitação do novo e de nosso desapego do velho mundo de ilusões. clique abaixo

 

Investigando o mistério 2012

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Encontro federalista - 17.07.10 - Pela autonomia dos estados!

Pela autonomia legislativa, tributária, judiciária e administrativa dos estados – Descentralização dos Poderes!

Encontro Federalista em São Paulo/SP

A Comissão Provisória do Partido Federalista no Estado de São Paulo está propondo a realização de um encontro sobre Federalismo e a construção do Partido Federalista para o próximo dia 17.07, às 16h.

O local dependerá do volume de confirmações à reunião.

Pauta:

  • O que é Federalismo e o Projeto Proposto para o Brasil
  • Como funcionam os partidos no Brasil – porque o Partido Federalista é diferente em tudo?
  • Debates, perguntas e comentários.

Presença do fundador e presidente nacional Thomas Korontai.
Aberta ao público.

Favor confirmar presença até o dia 12.07 através dos e-mails secretariogeral-sp@partidofederalista.org.br  e paulorobertomrsp@yahoo.com.br  com Paulo Roberto – Secretário Geral – SP.
Conforme o volume, determinaremos o local e forneceremos o endereço prontamente.

Saudações Federalistas
Partido Federalista
www.federalista.org.br




Sugestões

Novos blogs e espaços para debates federalistas:

http://federalistas.ning.com/ - Espaço Federalista mantido por Márcio Alves Carneiro – Brasília/DF
http://brasilfederalista.blogspot.com/ - Espaço Federalista mantido por André Andrade, brasileiro radicado em New Hampshire/USA
http://www.ofederalista.com/ - Espaço Federalista mantido por Bruno Gimenes Di Lascio – Birigui/SP
Siga os federalistas border=0>

Bons debates na comunidade federalista (não oficial) no Orkut



Participe!
(clique na imagem)
Para contribuir financeiramente a partir de apenas R$ 10,00!
www.federalista.org.br/contribui
Para quem quiser formar uma comissão local:
http://www.partidofederalista.org.br/comissaoprovisoria/index.htm


© 2010 Partido Federalista – permitida retransmissão, desde que mantidas as características originais ou créditos.
www.federalista.org.br

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Telefone para denúncia de maus tratos aos animais...

Telefone para denúncia de maus tratos aos animais - linha verde 0800-61-8080


Chegou o Que estava Faltando ! É ligar e Fazer uma Denúncia  Sobre maus tratos aos animais :
O Telefone da Linha Verde é
0800-61-8080.
A LigAção É gratuita de qualquer Lugar do Brasil. Se CADA UM fizer a sua parte, denunciando
 maus tratos, o Desrespeito Quem SABE se torne menor . Compartilhem , algum animal PoDE estar precisando de Ajuda nesse momento .
AJUDE a Acabar com o flagelo dos animais ...
 
 
 
 


sexta-feira, 2 de julho de 2010

NOVO GOLPE NO CARTÃO DE DÉBITO


Os 'caras' são no mínimo muito criativos!

Há muito tempo não uso cheque e quase não levo dinheiro vivo, só gasto no Electron. De tanto usar, a gente perde um pouco do cuidado e é aí que sofre com a falta de atenção! No meu caso, me dei conta na hora, mas foi por sorte, pois, normalmente, não daria tanta atenção na hora de colocar a senha do cartão.

Abasteci o carro e na hora de pagar, o frentista fez a 'gentileza' de me alcançar a maquininha, só que nesse momento os dedos dele taparam o visor.

Digitei a senha e ele colocou de volta na bancada, ai veio a minha sorte.

Por engano, digitei um número a menos e o cara sem querer falou: 'tá faltando um número'.

Como eu estava ao lado, olhei rapidamente para o visor e minha senha estava ali digitada, ao invés dos tradicionais asteriscos!!!

Como já conheço o gerente do posto (Ipiranga) chamei-o na hora e perdi mais umas duas horas na delegacia.

Lá veio o esclarecimento do novo golpe: O atendente faz uma 'gentileza' e segura a máquina pra digitarmos a senha, neste momento, tapando o visor com a ponta dos dedos, na verdade ele não colocou o valor da compra, e os dígitos da senha aparecem no visor ficando expostos como se fossem o valor da compra.

Ele anota a senha e diz que não funcionou por qualquer motivo.
  
Faz novamente o procedimento só que correto e a gente paga a despesa.

PRONTO: 

O cara tem a senha anotada e o número do cartão que fica registrado na bobina. Segundo a delegada, em dois dias um cartão clonado com qualquer nome está na mão da quadrilha e os débitos caem direto na sua conta!!! O frentista confessou que 'nem conhece quem são as pessoas por trás disso' um motoqueiro passou no posto, ofereceu R$ 400,00 por semana e passava lá pra pegar a lista de cartões e senhas e para deixar o dinheiro pro cara. 

OLHO VIVO PESSOAL!!

Segundo a delegada está acontecendo muito em barzinhos, botecos, danceterias, lojas de conveniência, posto de gasolina, etc.


REPASSEM PARA TODA SUA LISTA DE CONTATOS INTERNET É A NOSSA ARMA


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...